04 junho 2012

COMBATENDO A FRIEZA ESPIRITUAL

A Igreja do Senhor está adornada para a sua gloriosa vinda. A Bíblia afirma que Jesus Cristo morreu por ela "para a apresentar a si mesmo igreja gloriosa, sem mácula, nem ruga, nem coisa semelhante, mas santa e irrepreensível" (Ef 5.27). No entanto, é perceptível como o mundanismo, o materialismo, a filosofia e sabedoria deste mundo, juntamente com pensamentos gnósticos, humanistas e, para piorar tudo, o sincretismo religioso - unindo elementos do culto pagão e do culto a Deus - levou muitos cristãos a este estado de frieza. Esta falta de expressividade ou colorido, como se observaria numa obra de arte, se deve ao descuido das lideranças em combater estes males com veemência, mesmo que isso acarrete em perdas em muitos aspectos. Uma coisa é certa, jamais em perda espiritual.

Não podemos achar que movimentos, muito trabalho, música abundante, festividades em uma igreja, por si só, constituam prova de fervor espiritual, pois todas estas coisas os pagãos também fazem e, mesmo assim, estão mortos espiritualmente.

Jesus Cristo disse que "... dormindo os homens, veio o seu inimigo (...) um inimigo é quem fez isso..." (Mt 13.25,28). Desta forma, achamos por bem investir em lições que nos sirvam de armas de combate para esta anomalia, daí o tema: "Combatendo a frieza espiritual".

Lembra-te, pois, de onde caíste, e arrepende-te, e pratica as primeiras obras... (Ap 2.5a).

Devemos procurar através da Bíblia, esclarecimento quanto a frieza espiritual, suas causas e como sanar este mal. Creio ser este o desejo de todos os cristãos sinceros, bem como da equipe de escritores do Departamento de Educação Cristã, que, unidos sejamos uma igreja forte, saudável e fervorosa no Espírito Santo de Deus.
(Fonte: Departamento de Educação Cristão da Assembléia de Deus do GAMA/DF)